Últimos Artículos
Ringside, a banda que deu um hit para Enrique Iglesias
No outro dia eu estava no cinema para ver...

This text will be replaced by a player.
     

Ringside

No outro dia eu estava no cinema para ver o filme Her, estrelado pelo ator Joaquin Phoenix, um mestre da interpretação, que neste filme dá mais um passo na consolidação do seu rótulo de melhor actor do momento.

Enfim, depois de vê-lo na tela grande eu me lembrei que alguns anos atrás ele fez de director para filmar o vídeo da música duma das minhas canções favoritas. Trata-se Tired of Being Sorry da banda Ringside, cuja versão posterior de Enrique Iglesias (também traduzida ao castelhano, intitulada Amigo vulnerable) marcou a demissão fulminante da banda pela produtora, com o fundamento de que este single estava a começar a soar mais alto nos EUA e o lançamento do espanhol ia ser uma queda drástica nas vendas. Pelo menos essa foi a explicação dada por Scott Thomas, líder da banda.

Quem reconhece todas as celebridades que aparecem no vídeo?

Ringside é uma banda de pop/rock com toques indies, nascida em Los Angeles e composta pelo já mencionado Scott Thomas (compositor que já tinha feito algum trabalho solo) e o actor Balthazar Getty, que está no comando da eletrônica. Foi no ano 2005 (fevereiro, para ser exacto, obrigado novamente Last.fm) quando, por coincidências da vida ou simplesmente um bom uso do tempo livre, eu estava investigando quais artistas tinha contratados Flawless Records, a gravadora criada pelo odiado Fred Durst, líder da (nomeadamente naquele momento) famosa banda de nu-metal Limp Bizkit. Ringside naquela época tinha apenas três músicas disponíveis para ouvir e nenhum álbum para o seu crédito. Essas canções foram Struggle, Strangerman e Spanish Faster (agora conhecida como Tired of Being Sorry).


O primeiro álbum do Ringside (auto-intitulado) foi lançado em abril do mesmo ano. Incluíndo estes três temas, definitivamente os melhores, e adicionando ao seu repertório outros tão bons como Cold on Me ou Criminal. Lembro-me de pôr o disco uma manhã e como de repente todos em casa queriam saber quem era, um facto que foi repetido regularmente a cada nova “recomendação passiva.” A graça deste álbum fica, definitivamente, na frescura com que estas músicas soam (até hoje), devido à mistura entre compositor como voz muito semelhante à da o cantor Bono do U2 e do uso da eletrônica. Considerando-se que a versão de Enrique Iglesias foi feita em 2008, é curioso que este fosse o motivo da demissão por parte da companhia.

Não era até cinco anos depois, em 2010, após a saída de Flawless / Geffen Records, que Ringside voltou para a briga com um EP intitulado Money (parece ser um título muito apropriado) no qual, excepto no single de avanço (também chamado Money), o estilo da banda não mudou muito, mas ainda era um grande presente para os fãs (com canções tão optimista como First Day ou Kiss You Red), quens pensavam  a banda morreria despercebida.

Um ano depois lançaram o seu segundo álbum de estúdio chamado Lost Days, com a participação do cantor Ben Harper. Este álbum, mais poderoso do que o seu antecessor e mais íntimo (contém muitas mais canções) é, apesar da perda do choque inicial que gerou esse, tão bom e único, com aquela voz aveludada que faz lembrar mais a um pessoal e enérgic Bono. Contém grandes temas, entre eles, This Time, Dayglo, Should’ve Known, Stronger, Stay ou Feel So Alone.


No impasse de cinco que ficou entre os dois álbuns, Scott Thomas, além de produzir e/ou dar a música Tired of Being Sorry a Enrique Iglesias, ele fez o mesmo com a música Miss You, também do álbum Ringside, na que participava a cantora francesa Nadiya, que já tinhaa colaborado com Iglesias na edição no seu país de Amigo vulnerable/Tired of Being Sorry, e para a qual Scott Thomas compôs uma canção chamada Mon Kiss à Oxygéne, e mais tarde ele iria cantar como Kiss You Red. Tudo fica entre amigos.

Apesar do desprezo que sentia pela música de Enrique Iglesias e semelhantes (e ainda continua a ser assim), o facto é que, quando eu escutei a sua versão, eu ficava contente porque eu entendi que o trabalho de Ringside foi reconhecido, embora por qualquer motivo (eles parecem ter muitos amigos) a sua música passou despercebida após dois álbuns recomendados.

P. D. Aqui deixo esta música eu fiz em 2008, com o software Cool Edit Pro, e com o qual eu misturei todas as versões (Ringside, Enrique, Nadiya e três línguas) do tema numa. Talvez alguém gosta.

 

Enlaces patrocinados

Deje su respuestas

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies